Título - Fugir do carnaval em Aiuruoca Minas Gerais

Fugir do carnaval

Quer fugir do carnavalAiuruoca é uma excelente pedida! O minúsculo município de pouco mais de 6 mil habitantes gaba-se por ter o 1° carnaval do Brasil, que acontece uma semana antes do resto do país. Isso faz a cidade ficar morta durante os reais dias de folia e perfeita para a galera que quer relaxar.

Carro aqui é essencial, já que as cachoeiras são bem distantes umas das outras. Diria que o 4×4 é requisito, mas vemos até fusca chegando nas atrações, então.. depende do amor que você tem pelo seu veículo.

As cachoeiras são mal sinalizadas, mas tranquilas de se chegar sem guia. É bom pedir algumas referências antes de sair e seguir nossas dicas! 

Onde ficar

O Camping O Panorâmico é um dos mais conhecidos do município. Administrado pelos solícitos Odilon e Rose, é bem amplo e com uma galera bem família e tranquila. Possui cozinha equipada com 2 fogões e 2 geladeiras. O ponto negativo fica para a quantidade de banheiros (apenas 1 para cada gênero).

A diária para o carnaval custou R$25,00.

 

Camping O Panorâmico - Fugir do Carnaval Aiuruoca Minas Gerais

– “bar e restaurante” do camping, com pico do papagaio ao fundo –

Algumas Atrações

> Cachoeira dos Garcias <

Cachoeira dos Garcias - Fugir do Carnaval Aiuruoca Minas Gerais

– A maior! –

A Cachoeira dos Garcias é, provavelmente, a maior e mais conhecida da região de Aiuruoca A estrada para o Parque da Serra do Papagaio fica bem próximo à entrada da cidade, na BR 247. Depois é só seguir as placas que não tem erro. Uns 30 minutos de estrada de terra bem precária!  Há restaurante próximo para almoço.

> Poço Joaquim Bernardo <

Poço Joaquim Bernardo - Fugir do Carnaval Aiuruoca Minas Gerais

– Bom para quem quer fazer um churrascão –

Um pouco antes da Cachoeira dos Garcias há uma entrada para o Poço Joaquim Bernardo. O local é ideal para quem tem crianças já que possui uma grande piscina natural relativamente rasa. Nos fins de semana fica meio “farofa” com uma galera fazendo comida em umas churrasqueiras improvisadas que existem no local, mas nada que estrague.

 > Cachoeira dos Macacos <

Cachoeira dos Macacos - Fugir do Carnaval Aiuruoca Minas Gerais

– Cachoeira mais para contemplação do que banho –

Na estrada Aiuruoca – Vale do Matutu. Não há indicação da entrada. Apenas uma pequena passagem individual. A trilha dura uns 10 minutos e é muito fácil de ser alcançada.

> Cachoeira do Batuque <

Cachoeira do Batuque - Fugir do Carnaval Aiuruoca Minas Gerais

– Uma das melhores para banho com vários “chuveirões”-

Na estrada Aiuruoca – Vale do Matutu. A mais complicada de encontrar, pois a trilha é bem mal sinalizada. Pegar a entrada para o Camping do Batuque e estacionar. A trilha começa após o velho casarão e basta focar na solitária árvore no alto do morro. No topo, pegue para a direita na pequena estradinha e depois esquerda, mantendo a direção inicial de subida. Siga até entrar na parte de mata fechada, sempre tendo a grande rocha ao seu lado esquerdo. Não tem erro! =)

> Cachoeira Deus me livre <

Cachoeira Deus Me Livre - Fugir do Carnaval Aiuruoca Minas Gerais

Na estrada Aiuruoca – Vale do Matutu. Há uma porteira com a indicação para a trilha. É só seguir reto pelo vale, entrar na parte de mata fechada, atravessar o rio pelo tronco de árvore e subir mais alguns minutos.

> Pocinho <

Cachoeira do Pocinho - Fugir do Carnaval Aiuruoca Minas Gerais

Fica na estrada Aiuruoca – Vale do Matutu. Foge da linha cachoeiras e trilhas, pois nada mais é que um restaurante com uma grande “piscina natural. Bom para matar a fome e caprichar no cochilo embaixo das árvores.

> Pico do Papagaio <

Vista do Pico do Papagaio À Noite - Fugir do Carnaval Aiuruoca Minas Gerais

O pico do papagaio é uma das grandes atrações do município de Aiuruoca e possui vários acessos diferentes. Os mais conhecidos são os que saem do Camping O Panorâmico e o que começa no Parque Estadual Serra dos Papagaios, próximo a cachoeira dos Garcias. A trilha dura em torno de 4 horas e é relativamente bem marcada e possível de ir sem guia, se você tiver experiência com trekking.

Um ótimo relato desta subida vem do Rafael Kosonics, lá do seumochilao.

Onde comer

Quando se fala de minas fica difícil indicar locais para comer simplesmente porque TODOS os lugares são excelentes. A culinária do pão de queijo, linguicinha e torresmo deixa qualquer um maluco e desespera os que estão de dieta. Apesar disso, me atrevo a dizer que a comida da Tia Iraci é uma das melhores que já provei no estado.

O restaurante consiste em um pequeno complexo de casinhas extremamente charmosas e com decoração pitoresca, onde, em uma delas, você simplesmente entra como um morador, vai até a cozinha e escolhe o que vai comer dentre as inúmeras panelas de barro em cima do fogão à lenha.

Não deixe de experimentar o suco de laranja com capim santo.

? Como chegar

O restaurante fica no Vale do Matutu e para chegar lá você deve deixar o carro no estacionamento do casarão e caminhar em torno de 1 km para dentro da fazenda. Peça referências para os locais, para não se perder.

Sim. Você tem que andar 1 km para chegar lá. Mas vale a pena! Pode acreditar!

?Custo

O self service liberado custa R$30,00, não incluindo doces, que custam em torno de R$5,00. A jarra de suco de laranja com capim santo custa R$10,00 e serve dois tranquilamente.

Tia Iraci Aiuruoca Vale do Matutu

– Relaxando após uma bateria de 3 pratos –

Mapa